Lagoa Redonda: um paraíso em Pirambu Sergipe


A lagoa fica a 19km de Pirambu e recebeu o nome de Redonda devido ao seu formato circular, embora dê voltas e voltas no mangue. Se tiver tempo, banhe-se durante cinco dias consecutivos nas águas da lagoa para encontrar um amor eterno e consolidar uma grande amizade. Assim diz a lenda e, para os supersticiosos, é um bom motivo para ficar na localidade, mas, para os aventureiros, os cinco dias são apenas um aperitivo diante de tanta beleza para apreciar.
As dunas que der
ramam suas areias no riacho da lagoa, conhecido como “pequeno deserto”, transformam o lugar em um verdadeiro oásis. Do alto das dunas, a vista tem duas direções: uma para o mar e outra para o manguezal. Mas, além de apreciar a beleza, o melhor é descer as dunas de sandboard ou de skibunda – uma versão mais simples do primeiro, descendo sentado sobre uma prancha.
Muitas pessoas acampam à beira do riacho só para praticar esse esporte radical. Não seria para menos, há um paredão de areia enorme que p
roporciona uma descida alucinante que acaba com um mergulho na lagoa. O acampamento é rústico, mas os aventureiros têm o suporte da Barraca do Ji, que libera o banheiro e prepara o almoço do pessoal com um cardápio de frutos do mar por R$15 um prato para duas pessoas. Se quiser um pouco mais de conforto, tem o Camping Paraíso da Lagoa Redonda, mais bem estruturado e a apenas 1km do riacho, com preço de R$10 reais por pessoa.
Seguindo em direção ao norte, o turista chega à Lagoa do Sangradouro, a maior de Sergipe, localizada a 22km de Pirambu. Próxima à lagoa, cheia de lendas e histórias, está o Morro da Lucrécia. Os nativos contam que, há muitos anos, uma menina chamada Lucrécia foi engolida pela dunas e quem vai ao lugar sozinho costuma ouvir os seus chamados. A subida do morro e areia tem cerca de 25m e do topo a vista é surpreendente. Avista-se uma imensa cratera preenchida com uma porção de água – Lagoa Azul –, em meio ao deserto. A temperatura da lagoa é amena, o que propícia um banho bem relaxante.

0 comentários: